Ebooks

Os e-books disponibilizados abaixo foram implementados em nosso site a partir da plataforma de código aberto epub.js.
Um passo importante na busca por autonomia em relação à distribuição de conteúdos digitais, esperamos que desfrutem.
Boas leituras!

Pequenas grandes coisas da minúscula vida do mundo

Carolina Alvarenga
Categoria: ,

“Pequenas grandes coisas” combina poemas e fotografias para compartilhar um olhar minucioso que enxerga a biologia “como poesia forte”, de seres que fazem parte de ciclos intermináveis de morte e vida, de como se comportam de acordo com a doce e cruel naturalidade. Observando atentamente cenários “quase invisíveis”, as situações propostas enriquecem a imaginação e a realidade, através de um mergulho que leva a contatos inesperados, e revelam que as pequenas criaturas são tão grandiosas quanto nós.

Abrir

Pandemia: a antítese entre sociedade e mercado

Marcio Sotelo Felippe
Categoria:

Originalmente publicado no dossiê da “Cult #257 – Ética em tempos de peste”, o texto é uma análise da pandemia sob a ótica das desigualdades sociais. O vírus é um, mas as pandemias são duas. O texto analisa a visão de mundo do neoliberalismo, de Hayek a Thatcher, e como ele faz das sociedades uma luta de todos contra todos, uma espécie de estado de natureza hobbesiano. A pandemia escancara essa realidade.

Abrir

Consulta ao I Ching: quais as lições da pandemia?

Wagner Canalonga
Categoria:

Para o confucionismo e o taoismo, I Ching – O Tratado das Mutações é o primeiro e mais importante dos estudos. Ele nos descerra os segredos das duas tradições. Seu surgimento remonta a tempos longínquos, em que se confundem aspectos históricos e mitológicos. Sua presença imemorial e seu impacto fazem dele o pilar fundamental para as duas principais tradições filosóficas originárias da China.
Contudo, para além de um tratado filosófico, o I Ching também configura um sistema simbólico que tem sido utilizado por milênios como ferramenta para consulta oracular.
Os 64 hexagramas que compõem o I Ching são ilustrados por um sistema gráfico de linhas vazadas e contínuas, que representam respectivamente as polaridades Yin e Yang. Estes símbolos se referem a situações arquetípicas e universais, que se repetem de forma infalível nas interações entre os seres vivos, desconsiderando o passar dos séculos e a localização geográfica dos envolvidos.
“Quais as lições da pandemia?” é a pergunta feita ao oráculo por Wagner Canalonga, mestre regente do Templo do Tesouro do Espírito em São Paulo, em consulta realizada em maio de 2020.

Abrir

Quando jogos se tornaram arte

Marcelo Augusto Boujikian Felippe
Categoria:

Quando jogos se tornaram Arte é um breve ensaio que busca traçar um paralelo entre o desenvolvimento de jogos eletrônicos e a História da Arte.
Sua intenção é demonstrar como a evolução deste suporte material, em um período de aproximadamente 50 anos, mimetizou naturalmente a progressão cultural milenar em que está inserido.

Abrir

Paradoxo: o ponto de poder

Marcelo Augusto Boujikian Felippe
Categoria: ,

Breve ensaio que investiga a notável presença do paradoxo como componente formal da sabedoria proverbial chinesa e de poemas do cânon taoista. A partir de análises discursivas e literárias apoiadas nas máximas conversacionais de Paul Grice e nos chamados estudos da “filosofia da linguagem”, postulam-se princípios que sugerem uma perspectiva de vida para além das amarras da lógica e da racionalidade.

Abrir

Cultivo saudável da energia sexual masculina

Marcelo Augusto Boujikian Felippe
Categoria: ,

Breve ensaio que analisa os hábitos sexuais dos homens nas sociedades contemporâneas, caracterizadas por uma exposição intensiva e simultânea à conteúdos pornográficos e ideais românticos. Investigam-se, nas esferas individual e coletiva, os danos que são causados por essa combinação, bem como as possibilidades de revertê-los, a partir de uma conjunção de estudos taoistas e biológicos.

Abrir